quinta-feira, junho 25, 2009

Súplica


















Súplica

odete ronchi baltazar

Deixa que te diga
da solidão que trago em meu peito,
do choro que treme à beira dos olhos,
do sorriso pintado em aquarelas,
dos adeuses que lamentei,
do meu verso já feito
e que não mostrei.
Deixa que te mostre
meu peito doído
e minhas mãos cansadas,
meus sonhos quebrados
e a esperança já morta.
Deixa que te mostre
minhas flores já secas,
os poemas inacabados
e a minha longa estrada torta.
Deixa que eu me mostre
assim frágil, chorosa.
Depois, nunca mais baterei à tua porta.


Imagem original: Ivan Slavinsky

Um comentário:

♥Sueka disse...

amo os seus poemas...são lindos e dos poucos que conheço me vejo neles...principalmente agora...
obrigada por partilhar palavras tão belas...Parabéns!
continuação de uma boa escrita.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...