segunda-feira, março 12, 2007

Cheiro de goiaba




Cheiro de goiaba


odeteronchibaltazar


Quando entrei na escola, eu ia fazer 7 anos (ano de 1960) e nunca tinha freqüentado nenhum jardim de infância. No primeiro dia de aula, fui com uma pasta de couro, um caderno, lápis, borracha e muita apreensão. Medo. Pavor mesmo.
Quando me colocaram em fila e entrei na sala de aula, ainda estava de olhos secos, mas não demorou muito e eu comecei a ficar ansiosa, pois não sabia segurar o lápis nem desenhar o aeiou. Foi aí que desandei a chorar e nada me consolava. Uma coleguinha apiedou-se de mim e me ofereceu uma goiaba para ver se eu parava com aquele berreiro, mas qual! Coloquei a goiaba na pasta e continuei a chorar. Fui para o recreio com a goiaba amassada e com o gosto de lágrimas. Minha coleguinha não me abandonou. Mas para mim, o mundo tinha acabado.
Nunca o tempo me pareceu tão estático! As horas não passavam. E eu continuava a chorar.
D. Maria Bonfante, uma professora que era nossa vizinha, vendo o meu estado, levou-me para o gabinete (sala do diretor) e depois levou-me para casa.
Do meu primeiro ano foi somente esta a lembrança que me ficou. O choro e o cheiro. De goiaba.
Por que esta lembrança me chegou?
Simples. É epoca de goiaba e o cheiro está no ar.


odeteronchibaltazar

15 comentários:

Karin disse...

Mais uma deliciosa crônica que nos remete à infância!
Cheiro de goiaba ... deu água na boca!
Beijo!

Mitie disse...

Hummmmmmm....
Lembrei-me do pé de goiaba vermelha que tinha no quintal...
Beijos!

Anônimo disse...

Muito boa crônica... como um cheiro também pode nos levar a outras épocas, a outras lembranças!!!!
Parabéns!
Beijinhos
Maryze

camila-la disse...

..singelas lembrancas provocadas por cheiros...e nos fazem lembrar do ocorrido como se fosse ontem...

claudia villela de disse...

Odetinnn, adoro cheiro de goiaba...vc me fez lembrar da minha avó fazendo doce na porta da cozinha. Mexendo os tachos de cobre gigantes e nós, crianças, ajudando a cortar a fruta, longe do fogo...que coisa boa!!!!! Ela fazia a cascuda e tb geléias e compotas...

Anônimo disse...

Querida amiga..Como é verdadeiro isso de cheiro..Me fez lembrar do cheiro de banana na minha lancheira de couro.Estranho lancheira de couro? Era assim na minha época e na maioria dos dias a merenda era pão feito em casa,com banana colhida do quintal; Hum que saudade!Obrigada amiga por essas delicias!Bjo

Angela disse...

Como sempre é uma delícia ler suas cronicas. Parabens.

rosapena disse...

Adoro essas crônicas que me remetem a minha infãncia.Também curti romeu e julieta..GOIABADA COM QUEIJO.. "LOVES IN THE AIR" ou goiabas in the air.. rs..beijos odetim..rosita

Cássia Vicente disse...

nossa, lembro vagamente do meu primeiro ano na escola, tinha cinco anos e era colégio de freira, lembro bem do dia da vacina...rs...riaquinho na perna... agora cheiro de goiaba em minha infância é bem marcante!
bjinhos goianos

Elisabete disse...

Que delícia! Digo,não só a associação do primeiro dia de escola com o cheiro de goiaba, mas conseguir lembrar desses detalhes da infância. Parabéns!

Gerson F. disse...

Crônica gostosa, levou-me aos tempos de criança, abraços e parabéns!

tania disse...

Dete, já te falei o quanto me levas junto em tuas lembranças, não é mesmo?
Ah, essas memórias. Associações...
Cheiros, sons. Que coisa impressionante! Viajamos ao passado, num milésimo de segundo, não é?
Feliz quem tem o que recordar, assim.
beijos, linda. Amei tua crônica.
Te aguardo lá na sombra dos plátanus. Vou amar, também.
www.plathanus.coloridus.zip.net

Aquelinda disse...

Minha amiga, voce é o máximo. Tu sabes o quanto te admiramos.
Estas recordações de infância todas temos.
E vendo o café expresso, me deu vontade de tomar um. Estou levantando para ir até a cozinha fazer um na minha maquininha.
beijos minha querida.
Aque-linda.

Aquelinda disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...