quinta-feira, abril 27, 2006














Das margaridas azuis e amores primeiros

odeteronchibaltazar

Era um vestido como outro qualquer feito assim para a adolescente, eu, menina-moça. Não tinha enfeites a não ser o estampado em margaridas azuis... ou seriam brancas? E azuis seriam os meus sonhos de menina que namorava pela primeira vez e sonhava com o primeiro beijo, a primeira emoção, o primeiro rubor... o primeiro namorado: mão na mão, olho no olho, boca na boca?
Azuis ficaram em minha memória as margaridas e aqueles olhos no meu primeiro beijo. Azuis ficaram meus dias em escalas e tons de margaridas nunca esquecidas, mas eternizadas em fotografia preto-e-branco.

odeteronchibaltazar

3 comentários:

alejandro vila disse...

hola entre ainvitarte a ver mis esculturas en metal , y pude apreciar tu foto , te digo eres realmente estupenda , cuando entres a ver mis esculturas dejame una opinion sobre ellas,ayudame a difundir mi obra pidiendo a tus amigos visiten mi sitio web y opinen. un beso y abrazo desde aca.
www.alejandrovila.tk

tania disse...

hola, entre para mirar tus versos e pude apreciar tu sensibilidad e te ablo que és estupenda,mui amada e mui amiga.
kkkkkkkkkkkkk
Detinha, querida. Amei este texto, pois lembra, também do meu tempo de menina, onde a gente se vestia de flores e vibrava tão só em pensar no amado.
(continuamos assim,não é?)
beijos, minha linda
Tania

Anônimo disse...

Oi Odete não te conheço mas passei a te admirar lendo o que você escreve...minha mãe tinha um vestido igual ao teu e que mais tarde ficou pra minha irmã.
Um grande Beijo e Feliz DIAS das MÃES.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...