domingo, abril 23, 2006















Abro a janela...

odeteronchibaltazar

Abro minha janela para a tua chegada,
esperada em flores,
com mil beijos multicores
dispostos em mesa para dois.
Desvisto o sorriso triste
e as minhas dores,
tomo novos ares,
embalo sonhos
e olho lá adiante a janela
em que a espera
é apenas um sonho a mais...

odeteronchibaltazar

*********

Abro as janelas...

odeteronchibaltazar

Abro minha janela para os olhares
que insistem em espiar o meu sonho
acalentado em segredo.
Ergo cortinas e deixo entrever o sorriso
que ora tenho em meus lábios desenhado.
Deixo entrar o sol em amarelo luzente
e enfeito minha casa
onde sonho aventuras de pouco juízo.
Abro a janela de par em par
e deixo que vejam
tudo o que me faz te amar...

odeteronchibaltazar

***********

Da minha janela

odeteronchibaltazar

Da minha janela avisto
a tua ausência
que se instalou
de fini tiva mente
no meu horizonte
e agora faz parte
dos meus dias,
e como visgo
cresce em meus versos,
em minha agonia.
Da minha janela avisto
a espera,
o não-dito,
o que sempre quis ser.
E sem ti,
mesmo assim,
por teimosia,
insisto em viver.

odeteronchibaltazar

2 comentários:

Rosangela disse...

Olá Odete obrigada pelo convite para visitar o seu blog com certeza este dá toques de luminosidade as imagens poéticas formadas (Trecho...)'Deixo entrar o sol em amarelo luzente/e enfeito minha casa/onde sonho aventuras de pouco juízo.' 1000 estrelas! O juízo dos poetas é extenso... gostei do li, bons escritos! Um beijo da Rô

marivel disse...

como fiquei sabendo só agora que vc.tem um blog? imperdoável.
Adorei esse espaço cheio de poesias e emoções. De agora em diante virei sempre aqui te visitar, bjs

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...