sexta-feira, setembro 16, 2005

de saudades

odeteronchibaltazar

A saudade teceu um manto
sobre minhas palavras
que estão,
agora,
frias e caladas.

Já não adianta
as teias e seus cristais luzirem nas manhãs
pois meus olhos adormecerão
como sensitivas ao toque.

E as vozes dos riachos
entoarão,
à toa,
as cantigas.

E as folhas mortas
esquecerão de dar cores ao outono
ou de abafar o som dos meus passos fugidios.

Já não adianta o amanhecer com suas promessas
pois que a saudade se instalou
definitivamente em meus dias.

odeteronchibaltazar

Um comentário:

Plínio Sgarbi disse...

Viajar pelo universo das letras de Odete Ronchi Baltazar é deparar-se com a sensibilidade que nos envolve ao encantamento.
A escritora Odete
Segue minha admiração.
Amiga...
Parabéns pelo Bloger
_Plínio Sgarbi . Jaú.sp.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...